Seu navegador não suporta javascript!

Programa de Parcerias de InvestimentosPPI

Projeto da Nova Concessão do Parque Nacional do Iguaçu avança no TCU

Home > Notícias > Projeto da Nova Concessão do Parque Nacional do Iguaçu avança no TCU

30 de novembro de 2021

Projeto da Nova Concessão do Parque Nacional do Iguaçu avança no TCU

Parque Nacional do Iguaçu
Em sessão plenária realizada na última quarta-feira (24/11), o Tribunal de Contas da União (TCU), manifestou-se favorável ao prosseguimento do projeto de concessão dos serviços públicos de apoio à visitação, à proteção e à gestão do Parque Nacional do Iguaçu, localizado no Estado Paraná. 
 
O projeto conta com a parceria do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Ministério do Meio Ambiente, com apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Programa de Parcerias de Investimentos do Ministério da Economia (SEPPI).
 
O Parque Nacional do Iguaçu teve seu primeiro contrato de concessão celebrado no final de 1990. Com a proximidade do término da concessão vigente, o ICMBio buscou apoio para estruturar a nova concessão. Assim, o Decreto nº 10.147/2019 incluiu a Unidade de Conservação na carteira do PPI, para fins de concessão da prestação dos serviços públicos de apoio à visitação, conservação, proteção e gestão do parque, ao mesmo tempo que o ICMBio celebrou com o  BNDES contrato com vistas ao desenvolvimento dos estudos técnicos para a modelagem da nova concessão.
 
A principal premissa para elaboração dos estudos foi a preservação e conservação da unidade, aliada à geração de oportunidades de renda e emprego para as populações do entorno. A nova concessão proposta viabilizará a expansão e o desenvolvimento de outros polos para visitação, bem como a melhoria da infraestrutura do Polo Cataratas, o principal deles, incrementando sua eficiência operacional e aperfeiçoando o nível geral dos serviços prestados.
 
A reserva foi pioneira no Brasil no envolvimento da iniciativa privada na gestão de unidades de conservação e é atualmente o 3º destino mais visitado do país. Estruturado pelo BNDES, o projeto tem investimentos estimados em mais de R$ 500 milhões.
 
Clique aqui para acessar os estudos.

Leia outras notícias

  • Conselho do PPI recomenda qualificação dos Leilões de Instalações de Transmissão de 2022

    Continue lendo
  • Oferta Permanente: aprovadas as inscrições de mais nove empresas, totalizando 78

    Continue lendo
Acesso à Informação
Governo do Brasil